Pin It

Como replantar uma orquídea passo a passo.

como-replantar-uma-orquidea

Se você deseja começar a cuidar de orquídeas deve saber que essa planta exige muita atenção. E não adianta pensar que apenas claridade suficiente vai ser o bastante para que ela se desenvolva em toda a sua formosura.

Assim como outras plantas, as orquídeas exigem uma série de cuidados e um deles se refere ao seu replantio. Caso você não saiba…

Replantar ou transplantar sua orquídea referem-se a transferir a planta de um recipiente para outro. E nesse artigo vou compartilhar uma técnica de replantio que qualquer pessoas consegue fazer.  

O procedimento é simples e descomplicado, mas para que tudo ocorra como o planejado é preciso saber os passos certos. Como, por exemplo, saber quando o replantio deve acontecer. 

Entre os principais motivos para replantar uma orquídea está o fato do vaso estar pequeno.  O que pode faz com que ela cresça de forma inadequada porque o substrato está muito velho, por que alguma doença infectou a planta, ou por que simplesmente o vaso antigo quebrou.

Além disso o melhor é fazer o replantio quando a flor estiver brotando novas raízes. Se você transplantar nesse período a planta vai sofrer menos pois a sua recuperação será mais rápida.

Lembrando que para todas as plantas o transplante gera algum nível de estresse. 

Uma dica: o tamanho do vaso que receber a orquídea precisa ser aproximadamente dois terços maiores que o antigo. Esse tamanho garante que ela fique bem por mais três anos em média.

Bom, leia esse artigo até o final e aprenda passo a passo como replantar sua orquidea sem mata-la.

Passo a passo para o replantio de orquídeas

 

Passo 1

Antes de você começar o transplante, prepare o recipiente que vai receber a orquídea.

Sendo importante que ele esteja bem limpo ok…

Depois coloque uma camada de dois dedos de brita, lascas de tijolos ou telha, a fim de proporcionar uma boa drenagem.

Passo 2

O passo seguinte consiste em adicionar ao vaso o substrato adequado.

Publiquei este artigo no blog onde compartilhe os 5 substratos mais utilizados por orquidófilos profissionais.

Lembrando que a orquídea deve ser posteriormente acomodada de modo que os seus brotos e raízes tenham espaço suficiente para crescerem.

Passo 3

Se as raízes estiverem ruins e/ou o substrato velho, o melhor é que se faça uma limpeza completa removendo as raízes mortas e o substrato, podendo a planta ser lavada com cuidado. 

Não se esqueça de esterilizar a ferramenta que usar para fazer o corte. Se não forem esses os casos, basta tirar a planta do vaso sem desfazer o torrão de substrato e só transferi-la para seu novo lar.

Passo 4

Após a planta ser acomodada em um vaso maior é preciso completá-lo com o substrato adequado até o rizoma (caule horizontal) sem enterrar os pseudobulbos (caules aéreos).

Em seguida, firme bem ela no vaso, sendo que essa é uma das partes mais importantes do replantio. Se isso não for feito ela não vai conseguir enraizar direito e morrerá. E você não quer isso certo?

Passo 5

Irrigue bem a sua orquidea depois do replantio para ajudar as raízes na absorção da água. Assim você evitará que quebrem.

E não esqueça de colocá-la no local de sua casa onde ela já estava acostuma a se desenvolver.

Uma dica do professor Schuman em seu curso…

Embora não seja obrigatório, o aconselhado é deixar a base da planta de molho com um pouco de enraizador ou mesmo em vitamina B1.

Isso ajuda a orquídea a desestressar, além de promover o seu enraizamento mais eficiente.

Como você pode ver não é nada complicado replantar uma orquídea se você sabe os passos corretos e os cuidados a serem tomados. Com esse passo a passo simples você nunca mais vai sobre com isso e nem suas flores.

Não se esqueça de deixar um comentário com suas duvidas para que eu possa continuar produzindo artigos como esse para te ajudar. 😉 

Você gostou desse artigo?

Quer aprender vendo na pratica como cultivar orquídeas em casa sem sofrer?

Então clique AGORA no banner abaixo e saiba mais!

Deixe seu comentário!