Pin It

Como cuidar de orquideas cymbidium

Como cultivar corretamente orquideas cymbidium

Eu sempre achei a orquídea cymbidium um gênero bastante exótico por ela ser variada, podendo ser encontradas em até 70 espécies. Em geral, as suas flores duram de um a dois meses e aparecem uma vez por ano, principalmente, no inverno.

Porém, a floração pode variar, assim como os cuidados específicos, de acordo com a espécie. Mesmo assim, para nossa sorte existem orientações gerais sobre como cuidar dessas orquideas.

Também é importante saber que conforme o tipo de orquídea, ela pode contar com apenas uma a três flores por haste ou muitas delas em um único caule. O número de hastes é outra característica que varia, bem como o seu comprimento.

Já para florescer, a planta deve receber luminosidade adequada, bem como temperatura média de 10 graus, no caso das espécies que se adaptam melhor ao inverno. 

Uma dica para essa época do ano é, proteja suas orquídeas das geadas...

O melhor é que essa orquídea esteja em locais de clima ameno de dia, em geral, com 50% de sombreamento ou pleno sol, o que depende da espécie. À noite, o indicado são as temperaturas mais frias.

Para certificar-se que ela está no espaço ideal, basta observar as suas folhas. Se elas apresentem-se verdes claras ou amareladas de leve estão saudáveis, mas se estiverem escuras é sinal de excesso de luz.

Nos parágrafos a seguir com compartilhar com você tudo que eu aprendi sobre como cultivar uma cymbidium.

Dicas para cuidar de orquídeas cymbidium

Embora escolher o lugar apropriado para permanecer a sua orquidea cymbidium seja um dos principais aspectos no seu cuidado, existem muitos outros.

Entre eles, regar a planta de modo regular, mas sempre com o cuidado de não deixá-la encharcada. Mesmo assim, a planta deve se manter úmida, sendo que uma rega por semana é suficiente em locais mais frios.

Outra dica é a de molhar a orquídea de manhã, assim, não se corre o risco dela estar com as suas folhas úmidas à noite, o que pode facilitar o aparecimento de doenças.

O momento da irrigação é também importante para você avaliar como está o substrato da orquídea. Se o excesso de água colocado no vaso demorar muito para sair pelos furos, significa que está na hora de replantá-la em outro vaso, para que seja feita a sua limpeza, inclusive, das raízes.

O replantio costuma ser feito, em média, a cada três anos, de preferência, após todas as suas flores caírem e a sua haste secar.

Caso você queira saber como replantar uma orquídea corretamente leia o artigo: Como replantar uma orquidea passo a passo.

Conforme a espécie, também se sabe exatamente qual o melhor substrato, pois existem as que vivem melhor na terra, outras em pedras e outras em árvores.

Mas quem não sabe a espécie, deve optar pelo substrato de pedra, que é tolerável até mesmo para os demais tipos.Desse modo, é possível usar britas ou argila expandida.

Por fim, é importante adubar a orquídea cymbidium corretamente, sendo que ao optar pela adubação orgânica, ela pode ser feita com farinha de osso e torta de mamona, essa segunda é tóxica, assim, é preciso manter afastado das crianças e animais de estimação.

No caso da adubação química, o professor Alberto aconselha em seu curso que deve ser usada no outono, antes da floração, preferencialmente, a NPK do tipo 10-5-15 ou 20-15-30, sendo importante o potássio (K) estar em maior quantidade e o fósforo (P) em menor.

Se a adubação for feita depois da floração, as quantias devem ser ao contrário. Além disso, a planta precisa de enxofre, cálcio e magnésio, que devem ser utilizados de maneira intercalada.

Agora você sabe que é muito fácil cuidar de uma cymbidium, o segredo mesmo é só saber o que fazer, aplicar o que você aprendeu nesse artigo e colher os resultados.

Há! Deixe seu comentário com duvidas para eu saber como ajudar você com novos posts como esse. 😉  

Você gostou desse artigo?

Quer aprender vendo na pratica como cultivar orquídeas em casa sem sofrer?

Então clique AGORA no banner abaixo e saiba mais!

 

Deixe seu comentário!